Motokando.com

Destaque


Cobertura do Salão Duas Rodas 2013

Compartilhe

Publicidade


Receba as novidades Motokando.com em seu email!

Mapa do Site

Todas as matérias

CG FAN x YBR FACTOR: Teste Comparativo: Honda CG 125 FAN contra Yamaha YBR 125 Factor Imprimir E-mail
Motocicletas - Quatro Tempos
Publicado por motokando.com   
Qui, 19 de Março de 2009 21:47

A Revista Duas Rodas realizou um teste comparativo entre as duas populares mais rivais do mercado nacional, de um lado a CG 125 Fan e do outro lado a YBR 125 Factor. O teste da reviste se mostrou muito detalhado e não foi nada discreto ao mencionar com todas as palavras que a grande campeã do comparativo foi sem dúvidas a YBR Factor. Confira o comparativo.

 

 

Agora fica mais clara a estratégia da Honda apresentando a CG 125 Fan com carburador e sem os detalhes estilísticos da Titan. A maior montadora de motocicletas do Brasil precisava de um produto barato para fazer frente à rival Yamaha Factor 125. Isso porque a CG 150 Titan, com freio a disco e partida elétrica, custa quase R$ 2 mil a mais que a Factor com partida elétrica. Muito em se tratando de um segmento onde os valores oscilam entre R$ 5 mil e R$ 6 mil (uma Titan completa custa 36% mais que a Factor básica). É por este motivo que a Honda entra no jogo com dois modelos, a Fan e a Titan. A Yamaha, apenas com a Factor, tem que se virar. São três versões da Factor, que começam em R$ 5.140 (K, básica), passando pela versão E por R$ 6.210 (com partida elétrica) e a ED por R$ 6.585 (partida elétrica, freio a disco e roda de liga leve). Na Fan, sua concorrente direta, são duas as versões: KS (básica, R$ 5.140) e ES (partida elétrica, R$ 5.590).

DUAS RODAS reuniu as rivais, frente a frente. E nas configurações que mais devem agradar o público. Com freio a tambor (e infelizmente a Honda não terá freio a disco, nem como opcional) e partida elétrica, a Fan ES enfrentou a Yamaha Factor E (com o mesmo pacote de freio a tambor e partida elétrica). Na hora de assinar o cheque, o modelo da Honda salta à frente. Custa aproximadamente R$ 300 a menos (levando em conta o custo do frete), diferença que pode ser decisiva na hora da compra, mas que será diminuída mais à frente, como veremos.

E não precisa ser especialista de plantãopara descobrir que a Honda Fan é extremamente básica. Os acessórios ausentes que saltam aos olhos no modelo 125 da Honda são o cavalete central, a trava de capacete, o lampejador do farol, o marcador de combustível, o botão do "engine stop"... A Yamaha Factor traz tudo isso de série. E continua bem mais completa que a Fan se estendermos a comparação de equipamentos. Fizemos este teste. Papel e caneta na mão e check-list do que gostaríamos de ter em qualquer 125do mercado. E por mais básicas que elas possam parecer, a Fan é um extremo na categoria. Até a tampa da caixa de ferramentas (um plástico com formato triangular com não mais de 6 cm quadrados) foi descartado por uma questão de economia. Não há sequer um elástico (como na Factor) para prender o saco de ferramentas que, somente jogado dentro do compartimento sem tampa, pode vir a ser uma fonte de ruído no futuro. Não que o modelo da Yamaha seja uma versão completíssima, mas a pobreza de acessórios da Fan é que chama a atenção. Aboliram dela até o acabamento da mesa inferior, nas bengalas sob o farol (que na Titan antiga era composto pela nomenclatura "HONDA"). Nossa equipe técnica avaliou mais de 15 detalhes entre acabamento e funcionalidade (como o acionamento da torneira de combustível ou do afogador do carburador) e chegou à conclusão que ou a Fan é muito cara, ou a Factor oferece muito mais pelo que custa. Adiferença de R$ 300 aproximados a favor da Fan no momento da compra não justifica sua enorme ausência de acessórios.

Pode parecer preciosismo, mas um comparativo a fundo, como este que fizemos em relação aos equipamentos, é o espelho do que você, usuário, vai perceber no uso diário deste tipo de motocicleta. A falta de cavalete central, por exemplo, pode ser uma tremenda dor de cabeça na hora de uma manutenção rápida, como regular um freio traseiro. Ou pior, para quem tem de acomodar milhares de bugigangas em um baú, como fazem os motoboys. A falta da trava de capacete também é um enorme incômodo, assim como o marcador de combustível. Quer mais detalhes? A Fan nem oferece regulagem do freio dianteiro no manete (somente no tambor, junto ao cubo da roda). E é comum vermos os profissionais de duas rodas regulando os freios enquanto aguardam a abertura do semáforo. E para regular a folga da corrente, por exemplo? A Factor, além do cavalete central, já lembrado, precisa de três chaves: uma 17 mm, outra 19 mm e uma 12 mm. Na Fan, o processo é parecido, mas precisamos de quatro chaves: 17 e 22 mm para o eixo da roda, uma 10 e outra 12 mm para movimentar o esticador em si (na Factor a porca e a contra-porca usam a mesma ferramenta, 12 mm). Detalhes que podem parecer exagero, mas fazem diferença para quem usa a motocicleta no trabalho e cuida pessoalmente (ou acompanha) da manutenção. O ponto negativo da Factor, neste sentido, é a torneira de combustível que fica "embutida" na carenagem dificultando seu manuseio pelo piloto que usa luvas. Quanto ao garupa, a Fan oferece o melhor apoio para as mãos mas perde em relação às pedaleiras que são fixadas diretamente na balança da suspensão traseira, flexionando as pernas do garupa ao menor sinal de buraco ou imperfeição no solo.

Tecnicamente elas são parecidas. Tanto em potência e torque, quanto em transmissão, freios e chassis. O que as diferenciam são exatamente os detalhes. E vale recorrer à história. A YBR é um projeto mais novo e que nasceu para ser a representante da Yamaha na categoria 125 utilitária. A Fan é o renascimento da CG, quando a Honda equipou seu best-seller com motor 150. O mercado não abriu mão de um modelo 125 cc e a marca voltou, com a Fan, a oferecer o que o segmento exigia. Então, empobreceram a Titan, deram-na um novo nome e um motor de 125 cc. E aqui cabe mais um detalhe. A partir deste ano, a Fan passa a ter o mesmo propulsor da Titan, só que com 125 cc de cilindrada. Com isso, adota definitivamente o comando de válvulas no cabeçote, um pesadelo para a grande maioria dos usuários profissionais, que sofrem por desinformação.

Na prática, o comando de válvulas no cabeçote é mais moderno e avançado que o arcaico sistema de acionamento por varetas. E por este motivo (menor atrito interno), a arquitetura OHC foi adotada inclusive para ajudar na menor emissão de poluentes e para melhorar o consumo de gasolina.

Por falar em consumo, talvez o fator mais decisivo numa compra desta categoria, a vantagem continuou com a YBR Factor. Em condições idênticas, chegou à marca de 41,5 km/litro contra 34,5 km/litro da Fan. O melhor rendimento do motor da Yamaha anuncia seu bom índice de consumo. Explicamos: estas marcas foram conseguidas em estrada onde, por várias vezes, a Fan "pedia" quarta marcha, enquanto a Factor mantinha a velocidade (projetamos entre 80 e 90 km/h) em quinta marcha. Com o motor em alto giro, o consumo da Fan foi prejudicado. De qualquer maneira, são modelos extremamente econômicos, capazes de rodar mais de 100 km com pouco mais de R$ 5.

Para o tira-teima final, colocamos as duas motocicletas nas mãos de dois usuários tradicionais de motos 125 cc. Guilherme Silveira, editor da revista Hot Car, é piloto de carteirinha deste segmento e Carlos Camargo, motoboy que dispensa maiores apresentações (já chegou a rodar mais de 300 km por dia na cidade sentado a bordo de uma utilitária). Foram eles que usaram e abusaram da Fan e da Factor em uma avaliação pelas ruas congestionadas da cidade, onde foi possível comparar a performance das rivais. Não usamos nenhum equipamento de teste, apenas as impressões diretas dos usuários, a fim de refletir o dia-a-dia deste tipo de consumidor. Na prática, acendeu o verde do semáforo, acelera! Entrou carro na frente, freia. Deu uma brecha na fila ao lado, retoma a velocidade. E assim foi feito. Em todas as comparações de performance, a Factor disparava um pouco à frente. Assim foi feito nas saídas de farol e nas retomadas de velocidade, provas repetidas várias e várias vezes. "Achei o motor da Factor um pouco mais esperto, porém mais ruidoso em altas rotações", disse Guilherme Silveira. E completou: "Na Factor me senti mais à vontade, ela entra nas curvas quase que por instinto". O profissional Carlos Camargo também elogiou o comportamento do modelo da Yamaha. "A Factor é mais gostosa da pilotar". O que nenhum dos dois aprovou foi o freio dianteiro a tambor. "É um perigo andar com uma moto com freio a tambor", justifica Camargo.

Para finalizar, não há como elevar a Factor ao título de campeã deste comparativo. Ela é a mais completa, de melhor dirigibilidade e condução, segundo nossos pilotos e usuários, e a única a oferecer a opção de freio a disco na dianteira, na versão ED (que, com rodas de liga leve, custa R$ 450 a mais que a E, avaliada nesta reportagem). No caso da Honda, se você optar pelo freio a disco, terá que "pular" de modelo, indo para a Titan 150. E preparar um bom punhado de Reais a mais. Seria o momento da Honda repensar o preço da Fan, ou equipá-la melhor? Isso o mercado irá responder.

Opinião: Cícero Lima

Testei a Honda CG 125 Fan e a Yamaha YBR Factor no meu roteiro diário de Atibaia (SP) à capital. Queria conferir a diferença de desempenho nas duas serras que enfrento no caminho. Aliás, nessa situação, surgiram as maiores diferenças de desempenho entre os modelos. Nas subidas a Yamaha conseguia manter a última marcha enquanto o velocímetro marcava 85 km/h e seu motor rodava macio. No dia seguinte percorri o mesmo trecho com a CG Fan que mostrou comportamento bem diferente. Era necessário reduzir para quarta marcha e, com o motor girando alto, o velocímetro estava cravado nos 80 km/h. Ao fazer as medições de consumo, essas diferenças de desempenho se transformaram em maior gasto com a CG para percorrer o mesmo trecho.

 

 

 

 

A YBR Possui cavalete central e lateral. A CG Fan possui apenas lateral.

 

 Tabela de acessórios

 Ítem CG                   YBR
   
 Regulagem dos freios pior                  melhor
 Apoio para mãos do garupa melhor             pior
 Trava de capacete  ND                   de série
 Ganchos para bagagem pior                  melhor
 Painel                                                pior                  melhor
 Punhos     
 pior                  melhor
 Acionamento do afogador   
 pior                  melhor
 Acionamento da torneira
 melhor             pior
 Lampejador de farol 
 ND                   de série
 Pedaleiras traseiras
 pior                  melhor
 Estojo de ferramentas pior                  melhor
 Cavalete central 
 ND                   de série
 Trava de guidão pior                  melhor
Marcador de combustível 
ND                  
de série

 

 Fonte: Revista Duas Rodas

http://www.revistaduasrodas.com.br/esporte/detalhes.aspx?id=523

 

Comentários (349)
Marcar como SPAM a melhor é a titam
349 Seg, 02 de Março de 2015 18:51
Travolta
ja tive varias motos e todas da honda... cg 150, bros 125, twister, e hoje tenho a CB300... mas eu nem preciso ter uma cg 150 para saber que ela é muito melhor q a fractor... começando pelo conforto: a titam é muito melhor... não da pra andar nem 100 km de fractor 125 sem sentir encomodado... banco e suspensões muito rigidas... e sem contar na economia, e a titam desenvolve muito mais q fractor na cidade e estrada
Marcar como SPAM Honda ou Yamaha
348 Dom, 01 de Março de 2015 18:27
Lopez
Vou fazer um teste com a Yamaha. Agora, realmente honda é brava.

valeu!!!!!
Marcar como SPAM a melhor é a factor
347 Sáb, 28 de Fevereiro de 2015 08:36
john
ja tive varias motos e todas da honda... cg 150, bros 125, twister, e hoje tenho a CB300... mas eu nem preciso ter uma factor para saber que ela é muito melhor q a cg fan... começando pelo conforto: a factor é muito melhor... não da pra andar nem 100 km de cg fan 125 sem sentir encomodado... banco e suspensões muito rigidas... e sem contar na economia, e a Factor desenvolve muito mais q fan na cidade e estrada
Marcar como SPAM Comparativo
346 Sex, 27 de Fevereiro de 2015 00:36
Fernando
Só rindo para ler tanta besteira!!! Só especialistas, SQN!!!
Marcar como SPAM Comparativo
345 Qui, 26 de Fevereiro de 2015 18:56
Fernando
Só rindo para ler tanta besteira!!! Só especialistas, SQN!!!
Marcar como SPAM o "CU"riango não desiste de ser otário
344 Ter, 24 de Fevereiro de 2015 18:52
Fabio(HRC)
ele agora é simao daqui a pouco será outro doido por iamarra e por aí vai,300 mil km rodados numa rd135??kkkk
só se for em cima de um caminhão!!!
Marcar como SPAM o "CU"riango é tão lunático
343 Ter, 24 de Fevereiro de 2015 18:50
Fabio(HRC)
pois não deixa de inventar comentários com nome dos outros,isso pq acabaram os argumentos,quem procura qualidade não será numa iamarra que vai encontrar.
Marcar como SPAM vai nessa de peça em qualquer lugar
342 Seg, 23 de Fevereiro de 2015 19:11
curiango
tem que ter qualidade senão não resolve
Marcar como SPAM o fábio é tão lunático
341 Seg, 23 de Fevereiro de 2015 19:10
curiango
pois não deixa de plagiar os comentários dos outros,isso pq acabaram os argumentos,quem procura qualidade não será numa honda que vai encontrar.
Marcar como SPAM o fábio não desiste de ser otário
340 Seg, 23 de Fevereiro de 2015 19:03
curiango
ele agora é pumba daqui a pouco será outro doido por honda e por aí vai,300 mil km rodados numa titan??kkkk
só se for em cima de um caminhão!!!
Marcar como SPAM cg honda
339 Seg, 23 de Fevereiro de 2015 18:30
klayto
infelismente a honda deicha a desejar ,,mesmo assim sempre axo peça até em bar ,,,, espero qe a honda pense melhor no consumidor mot nao é so pra andar tem qe ter segurança....
Marcar como SPAM MOTO QUALIDADE MELHOR
338 Qui, 19 de Fevereiro de 2015 15:35
PUMBA
JÁ TIVE TITAN ZERO, VIROU 300 MIL KM NA MINHA MÃO
JÁ TIVE IAMARRA 125 201O OK. RODEI 900 METROS, TROQUEI NA CONCESSIONÁRIA HONDA POR UMA TITAN OK 2010, ABRI MÃO DE 1000 REAIS PELA TROCA. NÃO TROCO HONDA POR IAMARRA..DE GRAÇA A IAMARRA AINDA É LIXOOOOOOOOOOOOOOOOOO
Marcar como SPAM MOTO QUALIDADE MELHOR
337 Seg, 16 de Fevereiro de 2015 22:44
simão
minha fator 2010, na rodovia faço 41 km por lt. viva yamahaaaaaaaa
Marcar como SPAM MOTO QUALIDADE MELHOR
336 Seg, 16 de Fevereiro de 2015 22:41
simão
JÁ TIVE RD 135 ZERO, VIROU 300 MIL NA MINHA MÃO
JÁ TIVE HONDA 150 201O OK. RODEI 900METROS, TROQUEI NA CONCESSIONÁRIA YAMAHÁ POR UMA FACTOR OK 2010, ABRI MÃO DE 1000 REAIS PELA TROCA. NÃO TROCO YAMAHA POR HONDA..DE GRAÇA A HONDA AINDA É LIXOOOOOOOOOOOOOOOOOO
Marcar como SPAM Yamaha x honda - Factor x CG 125
335 Ter, 13 de Janeiro de 2015 14:15
JCat I
A Factor 2009 que é a a antiga YBR, mas que em 2009 ganhou o complemento de YBR Factor, possui 1,3 cv a menos que o modelo antigo que possuia 12,5 cv, a mesma potência da CG 1999 de motor varetado o famoso OHV, que teve que voar fora das paradas com a chegada da YBR 125 em 2002 com motor OHC. Tremendo foi o sucesso da YBR 125 que a honda teve que correr atrás do prejuízo ao ver as vendas da CG 125 varetada caindo, e teve que criar a Titan 150 com motor OHC.
Com o passar do tempo a honda viu que ficou um espaço vago com a saida da cg 125 e voltou com a Fan 125, com a mesma configuração do motor OHV, mas mesmo assim por ser honda, conquistou os corações de seus fãs e voltou a liderar o mercado das 125cc.
Eu sempre disse que os melhores motores 125cc da honda foram os fabricados até o ano 2000, de lá para cá são motores que não lá essas coisas, principalmente depois que a maioria de suas peças passaram a ser fabricadas made in china.
Quanto a Yamaha, desde 2000 quando começou a fabricar os pequenos motores quatro tempos, lançou suas pequenas 125cc com muita qualidade e vem mantendo a qualidade e segurança desses motores até hoje. O problema no Brasil é que a honda conseguiu fazer seu nome desde o início e primou pela manutenção desse nome com méritos sim, mesmo eu não sendo fã dessa marca, ela teve seus méritos passados de ser a melhor mesmo do que as outras marcas, mas hoje em dia não a vejo superior em nada a Yamaha para haver uma discrepância tão grande nas vendas. O que sou contra a Yamaha é que se ela possui um lugar de muitos anos no mercado, se acostumou a isso e não pretende ir além disso, porque não disciplina suas revendedoras e conscessionárias. Coloca preços pau a pau com a honda e até maior, impedindo um crescimento real de vendas. Não possui qualidade publicitária para promover seus produtos e posso citar exemplo: A XTZ crosser chegou nas revendedoras e não vi um outdoor nem uma propaganda na TV, isto é, chegou silenciosamente e sorrateiramente, o que se ouvia falar era de cochichos das pessoas. Outra coisa: Para fazer alteração em um modelo passa anos. A concorrência muda e desmuda como foi o caso da fã e ela fica lá inerte só observando, enquanto os fãs, coitados (não sei pra quê fã de máquina Não tá nem ai contigo e só dá prejuízos), ficam nervosos brigando com os outros feito crianças. A liderança, mesmo não sendo as motos tão sonhadas, está em boas mãos, pois quando a rival lança um modelo, mesmo antes deste modelo ser lançado, ela já pensa na resposta, e no caso da Titan 2014, que mesmo sendo uma moto tipo frankenstein, que quer dizer ajuntamento de pedaços, foi lançada antes da Fazer 150 que os pobres fãs da yamaha esperaram anos e anos para ser lançada, e quando foi, a Titan já tava na frente. É isso ai, gosto da Yamaha, mas ela faz por merecer o lugar que ocupa, mas a honda também faz.
Marcar como SPAM tenho uma Factor 2009 e ela não chega a 100kh nunca o que posso fazer.?
334 Ter, 06 de Janeiro de 2015 22:47
joao
Ela não tem torke sempre fraca,a minha titan 99 era uma flecha.
Será que tem o que fazer para ela andar?
Marcar como SPAM Só quem já teve para entender.
333 Dom, 04 de Janeiro de 2015 19:29
mu
Comprei uma YBR zero e vendi depois de algum tempo essa motocicleta com (...) 150.000 km (voce não leu errado, cento e cincoenta mil) rodados para um amigo de Paulinia, SP. Ele continuou com essa motocicleta inclusive viajando. Chorei quando eu a encontrei novamente no Rio estacionada em uma obra onde eu estava fazendo um projeto. Valente guerreira...
Hoje tenho uma Fazer 2010 Limited Edition. Igualmente eu não tenho o que me queixar. Só que esta está menos rodada: 60.000 km.
Pelo jeito ela vai me dar a mesma alegria da YBR. Nada contra a Honda que inclusive agora fabrica jatinhos executivos, mas, devo dar um viva à Yamaha!!!
Marcar como SPAM the best of best
332 Dom, 04 de Janeiro de 2015 01:29
nego toba
Sem muitos comentarios .pois.tive as duas hoje tenho uma fazer 250 sinceramente a a factor ed é muito melhor.
Marcar como SPAM fan é mais moto
331 Qua, 10 de Dezembro de 2014 22:34
hornet
factor é lixo so pq tem uns itens de serie. vc cuase nao ve rodando por ai.e fan anda muito original, se por um comandin 320 intao SMILEYS_KAKAKA_JJ
Marcar como SPAM Yamaha é a melhor categoria!
330 Qui, 20 de Novembro de 2014 16:03
Fabricio Silva
Eu já sabia que a Yamaha foi e sempre será a melhor marca do mundo.
Página:0,1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17,

Adicione seu comentário
(leia as regras)

Very HappySmileWinkSadSurprisedShockedConfusedCoolLaughingMadRazzEmbarrassedCrying or Very SadEvil or Very MadTwisted EvilRolling EyesExclamationQuestionIdeaArrowNeutralMr. GreenGeekUber GeekSMILEYS_KAKAKA_JJSMILEYS_RSRSRS_JJ
Apelido:
E-mail(verdadeiro):
Título:
Msg:
LAST_UPDATED2