Motokando.com

Destaque


Cobertura do Salão Duas Rodas 2013

Compartilhe

Publicidade


Receba as novidades Motokando.com em seu email!

Mapa do Site

Todas as matérias

Yamaha XTZ 125X e XTZ 125 2011 Imprimir E-mail
Motocicletas - Quatro Tempos
Publicado por Redatora   
Ter, 15 de Fevereiro de 2011 09:50

Yamaha XTZ 2011 e XTZX 2011Campeãs no segmento trail até R$ 10.000,00 como Melhor Negócio 2010 em publicação especializada, os dois modelos XTZ 125X, em primeiro e XTZ 125, em segundo lugar, oferecem o melhor custo x benefício.


Apresentada à imprensa em setembro de 2002, a XTZ 125 2003 nasceu atendendo ao Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares (PROMOT) e em 2009, assim como sua irmã XTZ125X acata a fase 3 do Programa, além de receber atualizações nos componentes e visual.

Para 2011 os modelos tiveram alterações nos gráficos e na cor e acabamento de alguns componentes.

O propulsor, comum a ambas, é um monocilíndrico quatro tempos de 125 cc, refrigerado a ar, que desenvolve 10 cv a 7.500 RPM de potência e torque de 1,0 kgf.m a 6.000 RPM. Os desenvolvimentos e soluções técnicas desse motor são comprovados pelo eficiente sistema de contra pesos acoplados ao eixo do virabrequim, denominado de Balance Engine, que praticamente eliminam as vibrações características aos motores monocilíndricos e pelo prático sistema centrifugo de filtragem de óleo, que não requer a substituição do elemento do filtro de óleo.

O carburador Mikuni tipo BS 25 com acionamento do “segundo estagio” a vácuo, e sensor de posição do acelerador, funciona sem falhas e com menor consumo de combustível e em conjunto com o novo CDI-DC proporciona respostas rápidas, economia de combustível e menor índice de emissões de gases poluentes.

 

Yamaha XTZ 125X e XTZ 125 2011



Visualmente, a XTZ 125 mantém as linhas características dos modelos off-road da Marca dos três diapasões, enquanto que a XTZ 125X apresenta elementos presentes nos modelos on-off e on-on Road como pára-lama mais curto, rodas raiadas de 17 polegadas, proteção das bengalas em material injetado em preto fosco de forma triangular, se diferenciando do guarda-pó sanfonado na XTZ 125.

O conjunto óptico também acompanha o estilo urbano e moderno da Yamaha XTZ 125X, com os piscas brancos em formato oval – na XTZ 125 leva pisca retangular com lente amarela e espelhos retrovisores convencionais em preto, enquanto na “X” são redondos com haste cromada, outro detalhe são as pedaleiras dianteiras retrateis do tipo off-road com protetores de borracha.

Se a ciclística da Yamaha XTZ 125 é perfeita para todo-terreno, nada mais natural que a XTZ 125X priorizar o comportamento dinâmico para o circuito “urbano”. Quando comparada com a sua irmã XTZ 125, a “X” tem entre eixos e trail maior (1.345 mm) e (112 mm), respectivamente e o ângulo de cáster diminuiu para 27o. As rodas tem 17 polegadas de diâmetro e são calçadas com pneus “street” da marca Pirelli 100/80 – 17 MC 52P na dianteira e 110/80 – 17 MC 57P na traseira, enquanto a irmã de uso misto leva roda de 21 polegadas com pneus 80/90-21 48T MT90 na dianteira e roda de 18 polegadas e pneus 110/80-18 58T MT90 na traseira.

Um detalhe que dissemina ainda mais o conceito “X” são os cubos das rodas, balança e o garfo dianteiro pintados na cor preta, além de um par de espelhos exclusivos.

A ergonomia também foi estudada e aplicada em relação ao posicionamento dos braços e pernas, assim como um banco longo que avança sobre o tanque de combustível. Se comparada a XTZ 125, a Yamaha XTZ 125X está com o assento mais próximo ao solo; são 215 mm ante 265 mm de altura.

Ainda em comum aos dois modelos; a suspensão dianteira do tipo telescópica com mola e óleo, a traseira leva braço oscilante em aço de alta resistência e exclusivo sistema Active Monocross de amortecimento. O freio dianteiro é composto por monodisco ventilado com 220 mm de diâmetro com acionamento hidráulico e pinça com dois pistões, a traseira é equipada com um freio a tambor de 130 mm de diâmetro e chassi do tipo Diamante.

A linha XTZ 125 2011 está à venda em toda Rede de Concessionárias Autorizadas Yamaha, nas cores preta, azul e vermelha, a versão “X” nas cores preta ou laranja, oferecendo a melhor relação custo-benefício entre as motocicletas de sua categoria.

OBS.: Melhor Negócio é uma ampla pesquisa de mercado apresentada aos leitores da Revista Motociclismo Magazine da Motorpress Brasil Editora, em todo o País. Realizados há cinco anos consecutivos, e em sua quinta edição apresentou aqueles modelos que dentro da sua categoria, destacam-se na ponta do lápis e são garantia de bons negócios.

Comentários (28)
Marcar como SPAM preço, tecnológia e potência
28 Dom, 06 de Março de 2011 11:47
guto
realmente a honda está na frente, a yamaha quer ganhar mercado com um 125cc com carbórador do mesmo preço ou mais cara que uma 150cc com injeção eletrônica da honda, xiiiiii... ta ruim em!
Marcar como SPAM JCAT
27 Qui, 17 de Fevereiro de 2011 16:42
jjgrilo
pelo visto, as novidades vão chegar mesmo...
Marcar como SPAM Mais notícias frescas sobre os lançamentos da Yamaha em 2011- EXTRA.GLOBO.COM
26 Qui, 17 de Fevereiro de 2011 13:35
JCat I
Roberto Dutra


O mercado de motos aguarda para breve a chegada dos modelos XTZ 1.200 Super Ténéré e XT660 Ténéré. Mas poucos sabem que a Yamaha tem outras cartas na manga e que as duas on/off-road não deverão ser as únicas novidades da marca entre 2011 e 2012.

Um dos lançamentos será uma versão brasileira da interessante FZ16, que acabou de ser mostrada no Salão da China. Com motor de 153cm³ e 14cv, parece moto de gente grande.

O modelo seria um excelente substituto para a YBR 125 Factor. Mas há chances de as duas motos conviverem — já que a Honda tem as CG 125 e 150, a FZ16 ocuparia o espaço entre a Factor e a YS250 Fazer. O lançamento deverá ocorrer entre seis meses e um ano.

A FZ16 também poderá ser a primeira da marca com motor flex. Embora tenha mais efeito moral que prático (o que se economiza em dinheiro na bomba se gasta mais em combustível), ter um modelo que use álcool e gasolina nas fileiras é necessário, já que a Honda chegou na frente neste nicho.

Há algum tempo a Yamaha vem desenvolvendo seu motor flex, mas a marca não quer seguir o mesmo caminho da rival, que diz que suas motos andam com álcool e gasolina em qualquer proporção, mas “recomenda” que sempre haja alguma gasolina no tanque. De fato, já houve relatos de consumidores cujas motos Honda ficam rateando quando abastecidas somente com álcool.

A Yamaha quer lançar seu modelo flex somente quando não houver riscos de problemas assim. Quando chegar, a moto (que também poderá ser uma versão da Factor ou da Fazer) deverá ganhar um sobrenome. Ecopower e Blueflex são cogitados.


http://extra.globo.com/noticias/economia/fz16-pode-marcar-estreia-da-tecnologiaflex-na-linha-yamaha-1050325.html
Marcar como SPAM Encontrei a notícia do jornal, sobre a Yamaha, em especial a FZ16
25 Qui, 17 de Fevereiro de 2011 13:18
JCat I
Sant’Ana do Livramento, 14 de fevereiro de 2011 | Edição 1285 | Jornal da Semana

Basta!

A marca japonesa decidiu fazer
investimento de R$ 200 milhões
em sua fábrica na Zona
Franca de Manaus, no Amazonas.
E o novo presidente da filial
brasileiro Shigeo
Hayakawa, vindo da Yamaha
Europa, avisa: "Nosso objetivo
é chegar aos 20% em três ou
quatro anos".
Ou seja, a marca decidiu
que no Brasil não pode ter essa
distância em relação à Honda,
que em 2010 abocanhou 76%
do mercado interno, enquanto
a Yamaha ficou com apenas
12% de um mercado de 1,818
milhão de motos emplacadas.
Com o aporte, a fabricante pretende
expandir a capacidade
produtiva de 400 mil unidades/
ano para 500 mil/ano. Além disso,
o investimento vai contemplar
o setor de consórcio, a capacidade
financeira do Banco
Yamaha e o desenvolvimento e
lançamento de novos produtos.
Entre os modelos futuros
está a FZ16, cuja nova geração
foi mostrada no Salão Duas Rodas
da China, no fim do ano passado.
Trata-se de uma urbana
150 cilindradas que, juntamente
com a YBR 125, brigaria com
a linha CG, da Honda, que tem
variantes 125 e 150. Além disso,
a Yamaha também desenvolve
uma moto flex. "Crescer
no Brasil é uma decisão tomada",
sentencia o diretor comercial
da marca, Mario Rocha.
Marcar como SPAM Outras notícias sobre a vinda da FZ16
24 Qui, 17 de Fevereiro de 2011 13:07
JCat I
A Yamaha nunca chegou perto da rival Honda no Brasil. Vários fatores estratégicos fizeram com que seus produtos não fossem aceitos pela grande maioria dos consumidores brasileiros, tornando a marca japonesa a eterna segunda colocada. Ao contrário dos carros, o que se fez de errado (ou deixou de fazer) no passado do mercado nacional de motocicletas, parece que é para sempre. Hoje a Honda goza de um status no país que nem o tem no próprio Japão. É mais ou menos como se a japonesa fosse brasileira, e seus produtos todos nacionais de berço.De qualquer forma, a Yamaha não está morta e pretende ampliar sua fatia de mercado para 20% nos próximos anos. Para isso, quer reforçar sua linha de produtos no país, começando por um sucesso indiano, a FZ160. A motocicleta tem tudo para virar um sucesso nacional, exceto pela resistência cultural do consumidor a produtos que não sejam da Honda. Ela não tem o mesmo estilo indiano da Titan 150 atual, oferecendo um estilo naked com design bem mais moderno, de fazer inveja às nossas populares nessa faixa de cilindrada. Além da versão normal das fotos, a FZ160 conta com versões personalizadas, como a Byson. O motor de 153 cm3 tem 14 cv e 1,9 kgfm. O câmbio possui cinco marchas e o quadro é do tipo diamante. O modelo conta com painel digital e farol com lente complexa. Preço? Ela poderá chegar ainda este ano com preços entre a Factor YBR 125 e a Fazer YS250.
http://www.noticiasautomotivas.com.br/yamaha-diz-que-vai-trazer-fz16-para-aumentar-vendas-no-brasil/
Marcar como SPAM Eu passei aquela mensagem por outra que ví num site ontem, onde um cara dizia que saiu...
23 Qui, 17 de Fevereiro de 2011 13:01
JCat I
Num jornal que a Yamaha estava confirmando o lançamento da FZ16.
Marcar como SPAM J Cat I
22 Qui, 17 de Fevereiro de 2011 12:56
Wilson_PCX
Feliz eu estou, só não vou ficar por conta dessa mentira, se acontecer.

Se vier, o bicho vai pegar... Mad
Marcar como SPAM Wilson, por essa declaração me parece que vc. não está de bem com sua factor
21 Qui, 17 de Fevereiro de 2011 12:24
JCat I
Ou é apenas impressão minha?
Marcar como SPAM J Cat I
20 Qui, 17 de Fevereiro de 2011 09:16
Wilson_PCX
Eu não acredito pra esse ano este lançamento.

Se lançar este ano, pode escrever aí, vendo a minha Factor e nunca mais coloco os pés na Yamaha aqui da minha cidade. O vendedor me garantiu que em matéria de 125-150cc não viria nada pra este ano.

Na honda aqui isso não acontece, o vendedor que sempre me atendeu sempre me garantiu coisas verdadeiras sobre suas motos. Uma delas foi que a CB iria mudar só uma cor e que não viria Flex, e está aí, outra será em relação a Biz+ que só viria em Abril e também Flex, com o nome EX.

Então guarde aí, se vier, Adeus Factor/Yamaha.

Mad
Marcar como SPAM Já é praticamente certo o lançamento da Fz 16 de 150cc
19 Qui, 17 de Fevereiro de 2011 00:14
JCat I
Agora também ví, uma yamaha SZX 150 tipo Factor, só que mais robusta. Muito bonita.
http://www.latest-price.com/latest-car-model/wp-content/uploads/2010/11/Yamaha-szx.jpg
Marcar como SPAM J CatI
18 Qua, 16 de Fevereiro de 2011 20:08
Wilson_PCX
Tu tens razão.

Basta algumas mudancinhas e temos uma bela moto. Mr. Green
Marcar como SPAM JCat I
17 Qua, 16 de Fevereiro de 2011 17:07
FZ1
Eé verdade a moto é até bonita algumas partes dela é até mais bonita que a bros bem mais atual, só que a yamaha deixou o modelo de lado com pena de gastar alguma quantia para melhorar o modelo, é só ver que a broz mesmo sendo lançada depois da xtz já teve melhorias bem significativas o resultado é que a bros disparou nas vendas e a xtz caiu, a yamaha tem que tirar da cabeça que o povo vai continuar comprando uma moto que está ficando ultrapassada só por gostar da marca, eu mesmo comprei uma ybr depois uma factor e nao me arrependo são ótimas motos mas quando for trocar de moto a proxima vez espero que a moto tenha almenos alguma tecnologia nova a nao ser o desenho e por isso já tou quaze com certeza que nao vou comprar uma yamaha pois ao que tudo indica a yamaha nao vai lançar motos de baixa cc com ie por tão cedo, ai vou ter que pegar um modelo da honda mesmo sendo contra o monopolio que praticamente existe no mercado de motos, a realizade é que se a concorrencia nao tem interesse em renovar os produtos o consumidor nao vai ficar comprando produtos ultrapassados só por que gosta da marca independente de qual seja ela uma ora ele canssa, é é bom a dona yamaha pensar nisso pois a factor pode chegar a niveis de venda como a xtz tem hoj é só ela vacilar e nao investir no modelo.
Marcar como SPAM Uma moto bonita dessa e se perdendo por falta de iniciativa de mudar alguns ítens
16 Qua, 16 de Fevereiro de 2011 16:14
JCat I
Bota ai um banquin ho de dois níveis; um tanque maiorzinho, e um motorzinho mais apimentado. Pronto! a nova XTZ125 é sucesso rapidinho. Mas os caras não fazem o mínimo esforço para mudar nada. Mad Mad Mad Mad Mad Mad Mad
Marcar como SPAM A XTZ é moto de trilha
15 Qua, 16 de Fevereiro de 2011 15:03
Fac_Read =P
Wlademir,também andei e não gostei pelos mesmo motivos.

A XTZ nasceu e permanece até hoje 100% trilha,na cidade a Bros leva vantagem com certeza,mas na trilha a XTZ detona.

Eu pra cidade prefiro uma street econômica e confortável como a Factor,não troco por nenhuma das duas.

Mr. Green Mr. Green
Marcar como SPAM Wlademir, é a realidade, a XTZ é seca mesmo, não tem conforto algum. Não sei como vende ainda
14 Qua, 16 de Fevereiro de 2011 12:34
JCat I
Acho que seja graças ao estilo e ao motor, porque no resto deixa a desejar.
Marcar como SPAM FZ1, vc. fala a pura verdade, acho que a Yamaha pouco tá se lixando para o povo brasileiro
13 Qua, 16 de Fevereiro de 2011 12:31
JCat I
Mas veja o que acontece, a Factor, tem apaixonados no Brasil, pois vender o que ainda vende com um motor de 11,2cv e ainda carburada, é um caso de amor entre um povo e um modelo.
Marcar como SPAM XTZ 125X
12 Qua, 16 de Fevereiro de 2011 07:12
Paulo Peixoto
Tenho uma XTZ125X, comprada em 2009...a moto é show..nunca me deu nenhum problema...é moto para dia a dia...economica, confortável e anda razoavelmente bem para a cilindrada que possui....enfim, a moto supera as expectativas...
Marcar como SPAM Com todo o respeito aos yamaheiros de plantão...
11 Qua, 16 de Fevereiro de 2011 06:35
wlademir luis
andei e não gostei, e explico porque:
banco estreito demais, posição de pilotagem extremamente desconfortável, moto sêca...mais lembrando uma moto de trilha.

Com tudo isso sou obrigado a afirmar...a Bross 150 é muito mais moto pra uso urbano.
Marcar como SPAM Com todo o respeito aos yamaheiros de plantão...
10 Qua, 16 de Fevereiro de 2011 06:34
wlademir luis
andei e não gostei, e explico porque:
banco estreito demais, posição de pilotagem extremamente desconfortável, moto sêca...mais lembrando uma moto de trilha.

Com tudo isso sou obrigado a concordar...a Bross 150 é muito mais moto pra uso urbano.
Marcar como SPAM cada @#$@#$
9 Qua, 16 de Fevereiro de 2011 00:06
???
essa é a moto, toda equilibrada, certinha, no ponto, agora ganha salário mínimo ai ficar com medo de peder dinheiro e compra honda, pois tem melhor revenda, mais não sabe o que é moto de verdade e não tem coragem de descobrir SMILEYS_KAKAKA_JJ Surprised Very Happy SMILEYS_RSRSRS_JJ
Página:0,1,

Adicione seu comentário
(leia as regras)

Very HappySmileWinkSadSurprisedShockedConfusedCoolLaughingMadRazzEmbarrassedCrying or Very SadEvil or Very MadTwisted EvilRolling EyesExclamationQuestionIdeaArrowNeutralMr. GreenGeekUber GeekSMILEYS_KAKAKA_JJSMILEYS_RSRSRS_JJ
Apelido:
E-mail(verdadeiro):
Título:
Msg:
LAST_UPDATED2